O Natal é uma altura mágica. Temos o presépio e a árvore de Natal e as arrumações da época. E sempre que há arrumações encontra-se coisas estranhas que nem sabíamos que estavam perdidas.

Este ano foram um conjunto de negativos e rolos por revelar de HP5 que tinha experimentado no inicio do Verão.

Desde que troquei o digital pelo analógico que leio por essa Internet fora que Ilford Hp5 puxado a 800 cria uma relação de tonalidade e contraste especial. Depois de experimentar tenho a dizer que não vejo o que tem de especial, a não ser que por especial seja "é mais parecido com Kodak Tri-X".

Tendo dito isto, HP5 consegue guardar uma quantidade de detalhe nas sombras considerável e aguenta-se bem quando sub-exposto.

Ficam aqui alguns exemplos sem alteração alguma.

Hasselblad 500 CM | Carl Zeiss Planar C 80mm F2.8 T* | Ilford HP5 400
80mm | ISO 800
Pyrocat HD 1+1+100 | 2 inversões a cada 4 minutos | 24 minutos a 20ºC




Hasselblad 500 CM | Carl Zeiss Planar C 80mm F2.8 T* | Ilford HP5 400
80mm | ISO 800
Pyrocat HD 1+1+100 | 2 inversões a cada 4 minutos | 24 minutos a 20ºC


Hasselblad 500 CM | Carl Zeiss Planar C 80mm F2.8 T* | Ilford HP5 400
80mm | ISO 800
Pyrocat HD 1+1+100 | 2 inversões a cada 4 minutos | 24 minutos a 20ºC


Hasselblad 500 CM | Carl Zeiss Planar C 80mm F2.8 T* | Ilford HP5 400
80mm | ISO 800
Pyrocat HD 1+1+100 | 2 inversões a cada 4 minutos | 24 minutos a 20ºC

Copyright © Rui Pedro Esteves 2015 Direitos Reservados

0 Comentários: