Quando comecei a usar rangefinders fiquei admirado com a facilidade de focagem manual, principalmente quando comparado com SLR.

Quando comprei a Voigtlander Bessa R3a fiquei agradavelmente surpreendido com o tamanho e contraste do rectângulo de focagem. Claro que não é perfeito, tem um desfasamento vertical que causa alguma estranheza no inicio, em baixa luz é difícil de confirmar a sobreposição de imagens, mas na globalidade é muito fácil de usar.

Estava eu confiante que a minha descoberta era uma verdade universal. Depois a minha esposa quis pegar na máquina para me tirar um retrato.

Fiquei bonito?

Voigtlander Bessa R3a | Voigtlander Nokton 50mm f1.5 | Kodak Portra 400
50mm | ISO 1600

Copyright © Rui Pedro Esteves 2015 Direitos Reservados

0 Comentários: