As vezes é difícil resistir ao apelo da visão de túnel. A visão de túnel é um guia natural da visão, nada subtil, que direcciona o olhar para o seu ponto de fuga. Como consequência, tudo o que ai se apresentar terá um forte destaque.

Há quem diga que a visão de túnel gera um falso interesse, pois após meditação demonstra-se desprovido de significado. Eu não concordo. Pode ser quase uma muleta, mas para quem consegue tirar partido de uma situação destas, o resultado pode ser fantástico.

Hoje deixo algumas das minhas tentativas. Uma planeada, outra improvisada e outra ainda fruto da repetição (não necessariamente por esta ordem).


Olympus OM10 | Zuiko 50mm 1.8 | Kentmere 400
50mm | ISO 400




Olympus OM10 | Zuiko 50mm 1.8 | Kentmere 400
50mm | ISO 400


Olympus EP1 | Tefnon 28mm 2.8
28mm | ISO 320 | 1/200

Copyright © Rui Pedro Esteves 2014 Direitos Reservados

0 Comentários: