Tenho um fascínio por estas estruturas. Isto é algo que não consigo explicar, simplesmente considero-as elegantes e grandiosas na sua simplicidade.

Portanto não é surpresa que assim que tive a oportunidade fui a correr capturar alguns destes monstros de aço. A oportunidade surgiu, convenientemente, com a compra de filtros novos (nomeadamente o de infra-vermelhos da Cokin para a Série P). Claro é que estava em pulgas para o experimentar. Embora não tenha sido a primeira fotografia, o uso do filtro foi incontornável.

Lamentavelmente o tempo não colaborou. Estavam tantas nuvens que o céu não passava de uma mancha cinzenta. Claro que poderia voltar noutro dia, mas normalmente só consigo um dia por semana para passeios fotográficos, pelo que é de aproveitar.

Mesmo com a falta do dramatismo que as nuvens arrastadas habitualmente conferem às fotografias, gostei do resultado.

Canon 1100D | Tokina 12-24mm f4
24mm | ISO 100 | f11 | 45s




No entanto nesse dia nem tudo correu bem, o que me fez lá voltar já varias vezes. A última foi à poucos dias onde finalmente gostei do resultado desta fotografia. Agora o filtro de Infra-Vermelhos já não é novidade e já não me faz "comichão" na mochila. Desta vez não se justificava então ficou na mala e optei por um preto e branco mais tradicional.

Canon 1100D | Carl Zeiss Jena 50mm f2.8
50mm | ISO 400 | 1/2000

Copyright © Rui Pedro Esteves 2014 Direitos Reservados

0 Comentários: