Custou mas foi. Foram 2 meses a ganhar coragem, e claro a adquirir todos os acessórios necessários ao processo. Não foi só comprar claro, essa é a parte fácil, desde que haja dinheiro é só escolher. Mas a maior fatia do tempo foi passada a ler tutoriais, relatos, receitas.

Revelar filme pode parecer simples para quem o faz à muito tempo, mas para quem se está a introduzir é um mundo enorme. Revelador, banho de paragem, fixador, agente molhante, tempos, temperaturas, agitação, diluições, medidas, etc etc etc... É muita coisa a absorver.

No final não foi assim tão difícil, pelo contrário, são muito passos, mas com calma se fazem todos sem (muitos) problemas.

Para receita usei uma do site FilmDev (bom... quase):
Revelador: ID11 (1+1) por 13 minutos, agitado durante os primeiros 30 segundos e depois 5 segundos por cada minuto
Banho de Paragem: Ilfostop por 2 minutos (baralhei-me com os tempos)
Fixador: Ilford Rapid Fixer por 3 minutos
Agente Molhante: umas gotas de Fary

Foi uma experiência divertida. Acaba por ser gratificante (e frustrante por vezes) meter a mão na massa. Acertar com a colocação do filme na espiral ainda é algo que acho difícil, mas com a repetição acredito que vá ao sitio.

Alguns exemplos desta primeira revelação:
Canon A-1 |  Canon 50mm f1.4 | AGFA 100
50 | ISO 100




 Canon A-1 |  Canon 50mm f1.4 | AGFA 100
50 | ISO 100


 Canon A-1 |  Canon 50mm f1.4 | AGFA 100
50 | ISO 100


Canon A-1 |  Canon 50mm f1.4 | AGFA 100
50 | ISO 100


Canon A-1 |  Canon 50mm f1.4 | AGFA 100
50 | ISO 100 

Copyright © Rui Pedro Esteves 2014 Direitos Reservados

0 Comentários: